JCM @ 15:10

Qui, 24/05/12

#1

Relativamente à proposta 1:

Se a agenda cultural é online, o que merece o meu acordo devido à facilidade em fazer actualizações e ao baixo custo da distribuição, então sejamos mais ambiciosos.

Porque se há-de restringir a agenda à cultura?

Porque não juntar cultura e desporto na mesma plataforma?

Devem-se responsabilizar as associações (associações culturais, desportivas, etc.) e também as instituições (TA, CCA, AveiroExpo, UA, etc.) pela inserção e manutenção dos seus conteúdos, de forma a que a agenda seja de todos para todos.

E, já agora, com atalhos para que cada um coloque nas suas agendas (Outlook, Google Calendar, etc.) os eventos que lhe interessam.

Jorge Greno

 

#2 

Relativamente à Proposta 4 - Plataforma digital ‘A minha rua’: não é preciso andar muito em Aveiro para encontrar uma plataforma com provas dadas de sucesso na localização de problemas: basta ir até à Universidade de Aveiro. Lá foi desenvolvido o 3rdblock.net, um sítio online que permite a identificação do que se considera que esteja mal no nosso bairro. O site permite muito mais do que o que foi foi usado durante o Limpar Portugal. Ao contrário de outros projetos, neste caso todos os problemas reportados ficam acessíveis para comentário, validação e possibilidade de notificação quando algo está mal ou é resolvido nas nossas zonas de interesse. 
Como plataforma, trata-se de algo que é "tematizável", ou seja, usando o mesmo motor pode-se construir um sitio web para enumeração do que está mal e precisa de ser arranjado, para sugerir inovações em determinadas zonas (para suportar, por exemplo a discussão de PDMs), para identificar pontos de interesse em Aveiro, etc, etc, etc.

Cláudio Teixeira

 

#3

Creio que deve ser transformada em proposta a recuperação do Bairro de Santiago, nomeadamente as suas zonas públicas e, em especial, o seu grande jardim inacabado. Uma intervenção sobre este espaço, rematado pela Escola numa extremidade e, futuramente, pela nova sede da Junta de Freguesia da Glória, tem um forte impacto na regeneração social da cidade.
Uma intervenção estruturada, de baixo custo, mas máximo impacto e assente em regras de recuperação contínua (ou seja, de combate quotidiano à degradação), tem efeitos sobre a auto-estima e o sentimento de pertença das populações, muda a percepção pública e afirma este espaço, com características urbanas intrínsecas de grande qualidade (a escala do desenho, a salubridade e racionalidade dos atravessamentos e a relação entre tipologias), como uma alternativa viável para muitos projectos que procuram espaço na cidade e que teriam aqui o seu espaço natural.
A localização do Bairro articula a cidade com a Universidade, entre outras coisas, e pode afirmar-se como um novo centro, sem operações artificiais de gentrificação.
Os parceiros locais, da Escola à Cooperativa de Habitação, passando pelo Mercado e pelas associações locais apoiarão certamente qualquer iniciativa que se apresente como sustentável e de futuro.
A ordem das intervenções é o mais difícil de planear, mas creio que entre a recuperação e dinamização dos espaços e equipamentos públicos (há imensos parques de jogos a que faltam os equipamentos e já houve parques infantis que foram retirados) e um programa de reocupação das lojas devolutas, que se traduza em apoios claros a quem se decidir instalar no bairro, mas também em apoios a quem lá está e possa ter ideias de negócio ou actividade… acho que temos o início de uma operação com grande potencial de envolvimento real.
Nesse tema geral, há um que me preocupa e que é o ordenamento do estacionamento nas redondezas do ISCA. Junto ao ISCA há um grande parque de estacionamento que, normalmente está longe de estar cheio. Uma parte significativa dos alunos do ISCA frequenta-o em horário pós-laboral e vem de carro, inundando a zona residencial circundante de carros que estacionam de forma completamente caótica. Por um lado, não se percebe porque não usam mais o parque de estacionamento do ISCA. Por outro, não se percebe porque é que os fiscais do estacionamento, que noutras zonas da cidade são tão zelosos, não cumprem aqui o seu papel. Talvez seja porque nestas ruas da Urbanização CHAVE e do Bairro de Santiago não há parquímetros. A verdade é que o incómodo diário para os moradores é muito grande.
Aqui se prevê um outro problema relativo ao estacionamento da cidade: deveriam os fiscais servir apenas para regular o estacionamento pago? Como se regula o estacionamento ilegal nas restantes áreas?
Quanto às propostas já feitas, acho que a agenda cultural é importante e acho perigoso que se junte a essa uma agenda desportiva ou de outras actividades. Imagino que uma mesma plataforma técnica possa servir para vários tipos de eventos, mas seria bom manter alguma identidade temática, para facilitar a vida a quem a consulta e a quem a gere, em termos de conteúdos.
Deve ser delineado um modelo de colaboração e moderação/edição, associado a formação e sensibilização dos agentes principais, para garantir que a agenda não se transforma na agenda dos mais voluntariosos e devem ser tomadas as medidas técnicas para garantir que a intergração de eventos na agenda se pode fazer no contexto das normais operações de divulgação das organizações e não se transformar em mais uma operação a realizar. Seja como for, medidas de sucesso dessa medida devem ser contempladas, para que os participantes possam avaliar do interesse de participarem. Números de visitas, por um lado, mas mecanismos de tracking de visitantes que permitam compreender quantos espectadores "reais" a plataforma pode gerar.
João Martins

 

#4

Proposta X – Viabilização a ciclovia da Rua da Pega/ Requalificação da Rua dos Santos Mártires

Proponentes:

Temas: Mobilidade & Espaço Público e Verde

Local: Cidade

Justificação:

Falta de segurança na circulação de pessoas e bicicletas/Requalificação de zona degradada sem finalidade publica/Valorização das ciclovias existentes/ Redução de transito em zonas envolventes a espaços de lazer e educativos/Promover uma ligação viável entre o centro da cidade e a zona da Universidade (com potencial de utilidade publica e turística).

Descrição:

Arborização/Alteração para zona pedonal da Rua dos Santos Mártires e planeamento da construção uma ponte para peões e bicicletas sobe a o cruzamento da Rua da Pega-Rua Calouste Gulbenkian

Ruben Silva

 




JCM @ 23:17

Qua, 23/05/12

Vamos construir colectivamente ideias para o futuro de Aveiro (Orçamento Participativo de Aveiro)?

 

Veja as propostas e comentários já recebidos http://aveiro2020.blogs.sapo.pt/.

Envie os seus comentários ou sugestões de novas ideias para aveiro2020@gmail.com.


Participantes:

José Carlos Mota

Filipa Assis

Artur Figueiredo

Ilídio Carreira 

Alexandra Monteiro 

Sara Biaia

João Martins

Maricato Fábio

 

Envie o seu contributo ou participe neste grupo de trabalho.

Contacto: aveiro2020@gmail.com

 

 

Esta tarefa terá de estar concluída até dia 31 de Maio.


Tags: ,


JCM @ 22:39

Qua, 16/05/12

Vamos construir colectivamente ideias para o Orçamento Participativo de Aveiro?

Têm de ser ideias para projectos de pequena dimensão, que não poderão ultrapassar os 50.000€.

Envie os seus comentários ou sugestões de novas ideias para aveiro2020@gmail.com.


Mais informações:

https://www.facebook.com/groups/ideiaslowcostcidades/

https://www.facebook.com/opaveiro

http://aveiro2020.blogs.sapo.pt/

 

Propostas nos Temas: Acção Social, Cultura, Desporto, Educação e Juventude, Espaço Público e Verde, Habitação, Infra-estruturas Viárias, Trânsito e Mobilidade, Modernização Administrativa, Protecção Ambiental e Energia, Protecção Animal, Saneamento e higiene urbana, Segurança dos cidadãos, Turismo, Comércio e promoção económica, Urbanismo

 

 

Proposta 1 - Uma agenda cultural on-line

Proponentes:

Temas: Cultura & Turismo, Comércio e promoção económica

Local: concelho

Justificação:

Dificuldade de divulgar eventos culturais

Descrição:

Uma agenda cultural on-line; a ser gerida por uma plataforma dos agentes culturais e criativos

Exemplo inspirador:

http://coimbra-b.tarrafo.pt/

 

 

 

Proposta 2 – Mais 100 BUGAS

Proponentes:

Temas: Mobilidade & Espaço Público e Verde

Local: cidade

Justificação:

Estado de  degradação do parque de bicicletas.

Descrição:

Aquisição de 100 novas BUGAS e promoção do uso da bicicleta

Exemplo inspirador:

 

 

Proposta 3 - Edifício Manifesto na Praça Melo Freitas

Proponentes:

Temas: Urbanismo & Cultura

Local: Vera Cruz

Justificação:

A Praça Melo Freitas tem um edifício a menos.

Descrição:

A partir de um manifesto pela qualificação e animação da cidade (previamente concebido), produzir colectivamente o programa de um edifício a edificar ou reabilitar numa praça do centro da cidade e apoiar a sua construção.

Exemplos inspiradores:

http://edificiomanifesto.wordpress.com/ & https://www.facebook.com/ManifestoCidade

 

 

 

Proposta 4 - Plataforma digital ‘A minha rua’

Proponentes:

Temas: Espaço público e verde & Urbanismo

Local: concelho

Justificação:

Mobilizar atenção dos cidadãos e da autarquia para  os micro/meso problemas da cidade (espaço público e edifícios devolutos)

Descrição:

Mapeamento de edifícios devolutos (proprietários/fotos/estado de conservação) e de problemas no espaço público (divulgação junto do município e comunidade)

Exemplo inspirador: 

http://jfa.aminharua.pt/Public/Index.asp

https://www.facebook.com/AMinhaRuaemAveiro

 


 

Proposta 5 - Parque 2.0

Proponentes:

Temas: Espaço público e verde

Local: Praça Bombeiros Novos & Praça Marquês Pombal

Justificação:

Encontrar formas de motivar o usufruto e fruição de espaços públicos.

Descrição:

Construir com competências locais (design e construção) um jardim/parque amovível (mobiliário com design original - bancos, cadeiras, estantes)  que possa ser transportado e colocado em locais públicos da cidade

Exemplos inspiradores:

https://www.facebook.com/uniproject

https://www.facebook.com/StreetLabOrg

 

 

 Proposta 6 - Cinema ao ar livre

Proponentes:

Temas: Cultura & Espaço público e verde

Local: Glória (Museu St. Joana) ou Vera Cruz (Praça Melo Freitas)

Justificação:

Diversificar a oferta recreativa nocturna da cidade

Descrição:

Aquisição equipamento de projecção de cinema ao ar livre. Protocolo com Cine-clube de Aveiro.

Exemplos inspiradores

https://www.facebook.com/cineconchas

 


 

Proposta 7 - Brincar na Avenida aos domingos de manhã

Proponentes:

Temas: Mobilidade, Espaço público e verde & Desporto

Local: Vera Cruz

Justificação:

Dar vida à Avenida aos domingos de manhã.

Descrição:

Ciclovia Recreativa aos domingos de manhã. Fechar a Avenida aos domingos de manhã para brincar, andar de bicicleta, …

Exemplos inspiradores: 

http://www.cicloviasrecreativas.org/en/

 

 

 

Proposta 8 - Programa para dar vida aos edifícios devolutos

Proponentes:

Temas: Urbanismo, Promoção económica & Cultura

Local: Vera Cruz (Beira-mar & Avenida)

Justificação:

Dar vida (permanente ou temporária) aos edifícios devolutos.

Descrição:

Identificar edifícios devolutos (rua). Identificar potenciais utilizadores e programas de uso e contrato (enquadramento legal).

Exemplos inspiradores:

http://www.popuphood.com/

https://www.facebook.com/arrebita.porto

http://renewnewcastle.org/

https://www.facebook.com/DevolutosAveiro

 

 

Proposta 9 – imagem (de marca) para a cidade:

Proponentes:

Temas: Turismo, Comércio e Promoção

Local: concelho

Justificação:

Descrição:

Nova imagem corporativa; criar e aplicá-la na informação camarária; melhorar o grafismo dos mapas de localização; planeamento adequado para colocação dos painéis informativos sobre a cidade (ver como mau exemplo o que está à entrada da R. Direita); fazer nos autocarros a promoção da utilização dos transportes públicos e também das bugas; melhorar / renovar o grafismo dos mapas de localização da cidade afixados nos muppies (onde estão?)

Exemplos inspiradores:

Tese de Mestrado de Santos, Joana Augusta Guedes dos - Design de informação e intermodalidade nos transportes em Aveiro (2009)http://ria.ua.pt/handle/10773/1201

 

 

 

Proposta 10 – Dinamização turística (várias propostas)

Proponentes:

Temas: Turismo

Local: concelho

Justificação:

Descrição:

Informação e sinalização dos azulejos da cidade assim como da calçada com valor patrimonial (ex.: calçada frente à CGD);

Produção de um guia turístico (à semelhança do que foi feito em Sintra);

Disponibilização de áudio-guias para visitas turísticas à cidade

Revitalizar a venda de produtos típicos na cidade (Ver ex.do quiosque em frente ao gato preto ou o que está em frente ao Mercado José Firmino);

Transferir o mercado das cebolas (recriação do antigo mercado…) para a Praça Marquês de Pombal (dar vida à Praça)

Sinalizar os museus da cidade (ex.: Museu Arte Nova) e as casas com história (ex.: a casa onde viveu Eça de Queiroz em frente à CM)

Exemplos inspiradores:

https://www.facebook.com/PEDI.descoberta

 


 

 

Proposta 11 - Reconhecer a utilização espontânea dos espaços públicos e apoiá-los (revitalizar os espaços de lazer) (várias propostas)

Proponentes:

Temas: Espaço Público e Espaço Verde

Local: Glória

Justificação:

Descrição:

Pistas para skate na zona intervencionada pelo pólis (Fábrica JPC); fazer aí um parque infantil?; colocar caixotes para dejetos de cães

o que é que se passa com o bar/esplanada frente à ria, no Parque Polis (junto à Fábrica JPC)? Intervir para a sua reabertura

esplanadas que proporcionem a leitura de jornais junto aos quiosques (ver ex.: das pessoas que se sentam frente à Biblioteca Municipal)

melhorar os assentos na praça da Vera Cruz para os velhotes que aí se costumam sentar

renovação do Parque das Bugas (em estado avançado de degradação)

Renovar e uniformizar os estacionamentos para bicicletas na cidade e aproveitar esses locais para informação sobre as bugas

acrescentar locais de estacionamento para bicicletas e veículos 2 rodas junto às zonas residenciais

Exemplos inspiradores:

 

 

 

Proposta 12 – Infra-estruturas (várias propostas)

Proponentes:

Temas: Infra-estruturas

Local: concelho

Justificação:

Descrição:

Criar um modelo único de quiosques para a cidade

Renovar as paragens de autocarro

Manutenção da calçada portuguesa

Manter os parques Infantis (ver como exemplo a degradação do do Rossio)

Manutenção dos cestos de basquete (ver Rossio e Polis – Fábrica JPC)

Renovação dos canteiros da cidade (ver ex. dos que se encontram no Largo José Rabumba ou em frente à CGD – colocar aí um corrimão em vez dos canteiros

Eliminar o estacionamento na Praça José Rabumba e criar aí mais um espaço de lazer

Convidar bons artistas de grafiti para intervir nas casas degradadas no centro da cidade  (ex. do Largo José Rambumba)

Exemplos inspiradores:

 

 

Proposta 13 – Dinamizar o Mercado Manuel Firmino

Proponentes:

Temas:

Local: Vera Cruz

Justificação:

Descrição:

Dinamizar animação do mercado (fim da tarde)

Dinamizar novos agricultores

Colocação de ar condicionado no Mercado Manuel Firmino

Exemplos inspiradores:

http://www.mercadodesanmiguel.es/

 

  

Proposta 14 – Promover participação – divulgar obras OP Aveiro

Proponentes:

Temas:

Local: concelho

Justificação:

...

Descrição:

Assinalar as pequenas obras feitas no âmbito do OP (para divulgar e antecipar uma maior participação para o próximo ano)

Exemplos inspiradores:

 

 




JCM @ 22:59

Qua, 28/12/11

Miguel Pedro Araújo escreve hoje no Diário de Aveiro uma oportuna crónica sobre 'o futuro da Rua Direita', a propósito da crescente preocupação com a perda de dinamismo comercial deste espaço central da cidade (texto pode ser lido no blogue Terras de Alavarium).

Deixo o meu comentário para debate (http://amigosdavenida.blogs.sapo.pt/701941.html).

Se desejar enviar o seu contributo poderá fazê-lo para o email aveiro2020@gmail.com.

Cumprimentos

José Carlos Mota


Tags: ,


JCM @ 13:34

Qui, 15/12/11

A partir da análise de um conjunto de temas-chave para o desenvolvimento territorial (Economia Cultural e Criativa, Economia Verde (Construção Sustentável, Mobilidade Sustentável, Alimentação de Proximidade), Envelhecimento Activo), seleccionados com base nas orientações da Agenda ‘Europa 2020’ que a União Europeia tem em preparação, foi possível concluir que Aveiro dispõe de um conjunto de recursos (territoriais, produtivos, de conhecimento, organizacionais e cívicos) com valor e potencial muito relevante (*). 

Acontece que não existe ainda evidência significativa que tenhamos sabido tirar partido desses recursos, eventualmente pelo facto de não lhes reconhecermos o devido valor, ou deles termos uma visão parcial ou sectorial. 

O espaço de reflexão ‘Pensar o futuro - Aveiro em 2020’ (blogue http://aveiro2020.blogs.sapo.pt e grupo no Facebook https://www.facebook.com/groups/ideiaslowcostcidades/)  pretende funcionar como um exercício de partilha de informação pertinente sobre o que (individual ou colectivamente) temos vindo a fazer naqueles (e eventualmente noutros) domínios, para eventualmente podermos equacionar colectivamente diferentes futuros para o conjunto de recursos e para a nossa comunidade.

Deixo-vos o desafio para participarem neste exercício colaborativo com os vossos contributos.

Cumprimentos

José Carlos Mota

 

(*) Alguma reflexão sobre este assunto foi iniciada aqui http://aveiro2020.blogs.sapo.pt/581.html;


Tags: ,

um projecto colaborativo para construir um futuro diferente para a cidade/concelho de Aveiro
Facebook
Aveiro 2020

fb
Arquivo
Pesquisar
 
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31


subscrever feeds
blogs SAPO